Você cuida da saúde de suas pernas?

Saúde e Bem-Estar

Em sua normalidade, o sangue nas veias das pernas flui de volta para o coração. Nos casos de insuficiência venosa crônica estas veias têm dificuldades em fazer este fluxo. Essa condição afeta as válvulas nas veias, cuja função principal é a de impedir que o sangue flua para trás. Problemas com estas válvulas fazem com que o sangue se acumule nas pernas.

Quais são os sintomas?

Alguns tipos de insuficiência venosa não apresentam nenhum sintoma. No entanto, há geralmente uma ampla variedade de sintomas, incluindo:

  • Sensação de peso nas pernas, especialmente no final do dia, aliviada por colocar os pés para cima ou caminhando
  • Inchaço nas pernas, especialmente em torno dos tornozelos e panturrilhas
  • Formigamento ou dormência
  • Cãibras musculares
  • Prurido, inquietação, etc.

Estes sintomas são mais comuns nas panturrilhas e tendem a aumentar à medida que o dia passa e durante o tempo quente.

Quais são as consequências?

Quando a condição se desenvolve e, em particular, se não for tratada, pode-se observar:

  • Para começar, a formação de varizes visíveis e pouco atraentes, muitas vezes dolorosas
  • Em seguida, incapacitantes complicações, como edema e sérias complicações de pele com alterações a sua cor, resultando, ainda, na formação de úlceras de pele.

Quem é afetado?

Esta condição é mais comum do que se possa imaginar. A insuficiência venosa crônica afeta mais de 8 em cada 10 pessoas no mundo. Enquanto as mulheres são mais propensas a sofrer com esta condição, os homens também podem ser afetados. Os sintomas aumentam com a idade, já que as veias perdem sua elasticidade e não se contraem tão facilmente quando envelhecemos.

Quais fatores contribuem?

Vários fatores de risco podem ser associados com o aparecimento ou o agravamento dos sintomas da doença venosa crônica. Alguns são os mesmos para ambos os sexos:

  • Idade
  • Genética
  • Excesso de peso
  • Fatores dietéticos
  • Comportamento sedentário de longo prazo
  • Postura de trabalho (sentado tempo prolongado ou de pé)
  • Manter as pernas cruzadas
  • Levantamento de peso (> 10 kg para mulheres, > 25 kg para os homens)
  • Roupas apertadas (cintos, calças, espartilhos, botas apertadas, etc.)
  • Calor
  • Fumar
  • Alguns esportes exercendo forte pressão sobre válvulas da veia (tênis, squash, levantamento de peso, etc)

Outros fatores são especificamente do público feminino, como sintomas pré-menstruais, pílula anticoncepcional e número de gestações.

Enquanto outros, são devidos a profissões que exigem prolongamento da posição sentado ou de pé por muito tempo, por exemplo, o chef de cozinha, cabeleireiro, caixa, motorista, cirurgião, lojista, pessoal administrativo, pessoal de saúde, comissárias de bordo, etc.

Saiba mais: https://www.cedraflon.com.br/saude-das-suas-pernas/dor-nas-pernas/

Posts Relacionados

Saiba quando tratar as varizes Cerca de metade da população terá um dia um problema de veia. Para algumas pessoas, pode envolver as “veias de aranha”, que são mais finas e manchadas...
7 erros que podem aumentar sua leitura da pressão arterial O ato de cruzar as pernas, estar com a bexiga cheia ou simplesmente falar medindo a pressão arterial, são pequenos erros comuns que podem aumentar o r...
Mantenha a saúde nas festas de fim de ano. Fim de ano é aquela loucura! Difícil manter uma dieta saudável com tanta confraternização, pequenas ou grandes reuniões, comemorações com os amigos, l...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *