Desidratação um assunto atemporal.

Saúde e Bem-Estar

Durante o inverno, diferente do que muitos pensam, a possibilidade de desidratação existe e precisa ser levada a sério. Confira os diferentes tipos e fique atento!

Isotônica: É o tipo mais comum da desidratação, principalmente em crianças, e caracteriza-se por uma perda proporcional de água e sódio por meio de vômitos e diarreias.

Hipertônica: Segundo tipo mais recorrente. Acontece quando a proporção de água perdida é maior que a de sódio.  Acomete mais pessoas com diabetes, e representa aproximadamente 10% a 20% de todos os casos pediátricos de desidratação com diarreia. Febres prolongadas, sudorese intensa, baixa administração de água, hiperglicemia, dietas sem reposição correta e diarreias intensas são as causas desse tipo.

Hipotônica: Bastante incomum em adultos e idosos, mas representa de 10% a 15% dos casos pediátricos de desidratação com diarreia. Neste caso, ocorre perda maior de sódio do que de água. As alterações gastrointestinais ou renais, má nutrição, uso de diuréticos sem reposição adequada de sais são alguns dos fatores que podem desencadear a desidratação hipotônica.

Zelar por sua saúde também é sinônimo de ingerir muita água. Portanto, independente da época do ano, a ingestão de água é primordial seja no inverno, no verão ou em qualquer outra estação. Cuide-se e sempre fique atento a sua saúde.

Fonte: https://drauziovarella.com.br/crianca-2/existem- 3-tipos- de-desidratacao-conheca- quais-sao- e-veja- algumas-dicas- para-tratar/

Posts Relacionados

O seu tênis pode fazer diferença na hora do exercício O seu tênis pode fazer diferença na hora do exercício   Se você prometeu ser mais ativo durante este ano, certifique-se de ter um bom tênis, ...
Zika: a compreensão da epidemia. Entrevista com o professor Félix REY, especialista em virologia. No dia 1º de fevereiro de 2016, a Organização Mundial de Saúde declarou a crescente epidemia de Zika nas Américas, uma "emergência de saúde pública de...
Dieta vegana pode beneficiar os diabéticos De acordo com um estudo realizado na Universidade de Londres, na Inglaterra, uma dieta baseada em vegetais pode ajudar a melhorar a saúde física e men...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *